ONU Meio Ambiente promove debate em Brasília sobre consumo consciente

Poluição por plásticos. Foto: pixabay/meineresterampe (CC)

Poluição por plásticos. Foto: pixabay/meineresterampe (CC)

O estudo mais importante sobre os hábitos de consumo dos brasileiros será apresentado na Casa da ONU, em Brasília (DF), na quinta-feira (26). O evento, promovido pela ONU Meio Ambiente, reunirá especialistas e representantes de diversos setores da sociedade para discutir o grau de consciência dos brasileiros no comportamento de consumo, além de apontar desafios, motivações, gatilhos e barreiras.

A série histórica desenvolvida pelo Instituto Akatu está em sua quinta edição e, desta vez, incluiu dados segmentados por região do país. A pesquisa também apontou as percepções e expectativas do consumidor quanto às práticas de sustentabilidade e de responsabilidade socioambiental das empresas, bem como as preferências individuais em relação aos caminhos para a sustentabilidade ou para o consumismo.

“Mapear de que forma os brasileiros e brasileiras percebem a sustentabilidade no seu dia a dia e comparar esta percepção com os hábitos de consumo é um passo fundamental para entendermos como as mensagens estão chegando até as pessoas, quais perfis estão mais ou menos engajados no assunto e onde ainda é preciso avançar e melhorar em termos de sensibilização e de políticas públicas”, afirmou a representante da ONU Meio Ambiente, Denise Hamú.

“Por ser um estudo amplo e complexo, que também funciona como um termômetro para mensurar o alcance no país do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 12, que visa assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis até 2030, achamos importante promover este debate com a sociedade na capital federal”, complementou.

De acordo com o diretor-presidente do Instituto Akatu, Helio Mattar, a pesquisa apontou que empresas que cuidam das pessoas, tanto dentro quanto fora, são mais respeitadas. O estudo também apontou um desejo por um estilo de vida mais saudável.

Segundo ele, outro ponto relevante é a confiabilidade. Em tempos de notícias falsas, a fonte da informação é tão relevante quanto qual é a empresa ou marca que está divulgando ações. “A fonte pode colocar em xeque a marca, em especial entre os menos conscientes, sendo imprescindível que a informação de fontes confiáveis para os consumidores confirme a reputação de sustentabilidade da empresa”, disse.

Para a realização da pesquisa, o Instituto Akatu contou com o patrocínio institucional da ONU Meio Ambiente.

Fonte: ONU BR

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s